http://www.makepovertyhistory.org

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Natal

Dizia-se que havia o Pai Natal. Cheguei a pensar que não havia!

Embora tenha um passado que se cruzou pelo menos duas vezes com a religião (baptismo e 1ª Comunhão) não sou nada dado a festas religiosas, práticas ou pensamentos religiosos.

Neste caso e para não ganharem um desertor existe um termo simpático bem português que é o não praticante.

Há uns dias atrás discutia o meu agnosticismo e defendia o meu humanismo existêncialista, muito J.P.Sartre, mas também dava a mão à palmatória (sabendo que não ia doer) afirmando que - Sim, a religião pode ser muito boa e confortável e moralista.

Por vezes lá me escapa um Valh'meDeus, um Deusq'eira, ou um Deust'ouça e não me sinto menos pragmático que anteriormente.

E para mim é isso que o Natal tem de bom. É a época em que quase toda a gente que eu conheço
reconhece silenciosamente que eu posso bem ter razão em me afirmar agnostico. Conheço pouca gente que vá à Igreja, que agradeça o pão, que partilhe a mesa, mas que ainda assim usa o que de bom tem a religião: a únidade, a ascese, a idêntidade partilhada... Ao menos sou preguiçoso mas reconheço-o.

Todos são religiosos no Natal? Nem por isso.
Todos se sentem religiosos no Natal? Muitos.
Então e o Natal é uma festa religiosa? Foi!

Agora é uma espécie de Carnaval de Dezembro em que todos antecipam o dia em que vão abrir as prendas... Como se o menino Jesus estivesse mesmo à espera dos 3 reis sábios.

Agora é uma espécie de roubo anacrónico da mitologia Nórdica... Como se o Pai Natal tivesse descido pela chaminé do estábulo onde nasceu o menino e tivesse plantado uma Abeto lá no meio .

Agora é uma espécie de Templo redecorado...como se Jesus não tivesse tentado destruir a existência de simbolos banais da casa de seu pai. Mas insiste-se em decorar as casas com simbologia pagã.

Dizia-se que havia o Pai Natal. Cheguei a pensar que não havia!

Agora tenho a certeza que existe (quase) só o Pai Natal.

Espero ansiosamente o dia em que começemos a generalizar as festas do Solstício : )

E agora sim:

DESEJO A TODOS UM MAGNÍFICO, EXPLÊNDIDO E MEMORÁVEL FELIZ NATAL

4 Comments:

Blogger sofia. said...

As festas do solesticio - faz tempo que defendo o mesmo
Bom Natal a ti e aos teus
beijinho

4:49 da tarde, dezembro 23, 2005  
Blogger Crmk said...

... e depois mais tarde tratamos de popularizar as festas do equinócio :)

:*

6:01 da tarde, dezembro 23, 2005  
Anonymous Chin0 said...

Subscrevo!!
Cada vez mais se vê k o Natal e uma junção de consumismo, necessidade de fugir à rotina...
Acaba por ser bom pra todos... pk sim! Pk é Natal
Aliviar o espirito, a carteira, unir laços, reunir família. Acaba por n ter o significado religioso k lhe deu origem. Mas agrada a todos. A católicos, praticantes, não-praticantes, agnósticos.
Por isso... Bom Natal pra todos e comam mto!

11:27 da tarde, dezembro 23, 2005  
Blogger .: jigoku :. said...

Epá, acima de tudo (tu sabes-me anti-religiões!) o Natal representa a união em família, por isso é aceite pela grande generalidade. Os presentes são o podre da coisa...

Digo-te o que me disseram ou li algures: espero que dentro em breve passemos a celebrar o Natal e não o consumismo do mês de Dezembro...

por isso: BOM NATAL, MESTRE!

1:54 da manhã, dezembro 24, 2005  

Enviar um comentário

<< Home