http://www.makepovertyhistory.org

sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Medicamentos sem receita - ou - Tenho uma coisa entalada!

My Skull(Sabiam que o Hospital de Santa Maria vende medicamentos em Máquinas Automáticas? É verdade!)


Torna-se até vergonhoso falar disso, mas já vão ver onde eu quero chegar.

Nunca pensei muito na morte, não o estado clínico compreenda-se, mas o 'falecimento'... Sempre que penso nas notícias que vemos hoje em dia fico apreensivo quanto ao destino que nos espera. - Será que teremos uma morte anónima como o das vítimas do Tsunami? Ou uma morte estúpida como o tipo que morreu a semana passada a imitar o Gollum e tocou num barramento electrico dos caminhos de ferro?

Fico também horrorizado com a expressão "sufocou no próprio vómito", que caracteriza as certidões de óbito das estrelas do rock alcoólicas, como o John Bonham dos LedZeppelin ou o Jimi Hendrix! - Já vão ver onde eu quero chegar!

Ontem ia sendo de vez! Estas coisas acontecem-me com alguma frequência, mas raramente atingem níveis de preocupação elevados como o de ontem: - Fiquei com um bocado de um bife frito em alho e margarina (acompanhado de arroz malandrinho) entalado na garganta.

Vim a saber depois que afinal não era na garganta, mas sim na Cavidade Orofaríngica (Ah!), mas a aflição não era diferente! Bem, vai daí, e passada a aflição inicial, não havia risco eminente de uma morte estúpida (o Buda morreu assim!). Ainda assim, e mais calmo por saber que não ia morrer, decidi ir fazer uma visita ao Centro Médico com a desculpa que tinha uma coisa entalada! (tive azar na expressão, mas pelo menos apontei para o pescoço)

Como eram 23:58, a Sra.Dra que me atendeu (leia-se aviou), estava quase no final de turno, e por isso não teve tempo de olhar para mim como devia. Nem eu me sentei! Nem ela se levantou. Conseguiu por isso a proeza de sair à hora do fim de turno: meia-noite. (espero que tenha dormido descançada, coitada). Mas no entanto ainda arranjou tempo, nesses dois minutos, para por umas cruzes num formulário e mandar-me para um Hospital a sério. E lá fui eu.

Pelo menos estava descançado pelo facto de ter na mão uma carta que dizia URGÊNCIA :) Só podia ser um bom sinal para passar à frente na "triagem de Manchester", que é a triagem aplicada nos Hospitais. E se me perguntarem porque é que se chama isto, diria que desconfio que a nossa ficha tem de passar mesmo por Manchester antes de nos encaminharem! Até porque eles falam numa "equipa especializada que o encaminhará", ora 'especializada' não deve ser por cá!

Hora e meia depois lá estou eu à espera do Xô Doutor.

- 'Sra.enfermeira, uma daquelas, sff...' - disse ele. E 'uma daquelas' implicava baixar a calçinha e relaxar a perna direita (ainda me doi porra)! - Agora vamos esperar que o relaxante múscular faça efeito. Enquanto isso vai tirar umas radiografias. E no caminho vai tomar um medicamento que tem de comprar lá embaixo.

Ora cheguei onde queria! O medicamento pelos vistos vende-se em Máquinas estrategicamente espalhadas por todo o Hospital: A 1ª que encontrei (ou que me encontrou, elas estão em todo o lado) não tinha troco. A 2ª não tinha o medicamento que o Xô Doutor receitou, era de outra farmaceutica (de embalagem azul). E finamente na 3ª maquineta lá estava o dito medicamento. 1€, era o preço, e nem sequer é genérico!

Meus amigos, desenganem-se se pensam que o facto de estarmos no Séc.XXI nos livra destas coisas. Pelos vistos no inicio do Séc.XX já havia este tipo de medicamento em Portugal... não havia era este tipo de máquinas. Ou se havia eram pouco abundantes. E o dito remédio santo era COCA-COLA, a nossa amiga da embalagem vermelha (que ainda trazia o Pai Natal mas estava no prazo)!

Pergunto-me! Porque não um Sumol Ananás, uma Fanta Laranja ou uma Pepsi? Ou até um genérico? Será que aparecem por lá delegados de propaganda, adidos à Coca-Cola Company, a oferecer férias no Malibu? - Bem, eu sempre ouvi dizer que a Coca-Cola desentope canos e desfaz carne num copo! Mas perguntaram a quem? Quem é que teve a ideia? Será que foi a junta médica de Manchester? Ou isto é ideia típica portuguesa (se calhar até pode ser exportada, pense nisso Xô Dr.).

Ah! E a situação clínica perguntam. - Bem, a verdade é que a coisa acabou por não funcionar lá muito bem, ou pelo menos tão célere quanto o médico previa. Mas para abreviar a coisa (a minha ideia era falar da Coca-Cola): - às 3 da manhã falava-se em Endoscopia Superior! Às 4 falava-se em esperar que fizesse a digestão para ser operado :( e às 5 da matina, farto de me cuspir todo com a Cola milagrosa e vomitar para caixotes do lixo, a porra da coisa lá saiu!! E ainda bem, (embora o cirurgião pareca ter ficado desiludido comigo), pelo menos evitei ter de vestir aquelas batinhas brancas. O branco não me fica bem ;)

Hoje, como devem imaginar, estou a comer Nestum... (será que também é medicamento?)

(E doi-me o glúteo direito)

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

muito. muito bem escrito.

admiro-te a coragem de o teres tido entalado durante tanto tempo, de te doer o rabo e ainda manteres o sentido de humor.

da próxima vez que estiver doente... porra... tenho ali uma grade de cocacolas na garagem. eh! será que é considerada auto-medicação?

(pepsi não dá porque pepsi é um genérico, assim como a spur-cola e as colas do lidl. e como podes reparar, os srs drs não autorizam que os medicamentos sejam substituídos por genéricos)


-B (was here)

3:53 da tarde, fevereiro 04, 2005  
Blogger Dragffys said...

Glad you're still here to share it with us my friend!

9:04 da tarde, fevereiro 04, 2005  
Anonymous Sandra, Rita e Nuno said...

Amigo, desculpa lá a frieza, mas ainda bem que te aconteceu o que aconteceu, proporcionaste-nos momentos hilariantes nestes minutos que faltam para o toque de saída...
Por aqui, chegámos a conclusões variadas sobre aquilo que te sucedeu. A saber:

1 - Perdes a chance da tua vida. Por azar estás na Europa, pois caso estivesses no EUA, isto seria aquilo a que eles chama "a stroke of luck". Bastaria pôres o pulha que te serviu o bife,juntamente com o médico que te atendeu e não soube identificar qual o procedimento mais eficaz na hora, ou simplesmente a pôrra da máquina que não tinha troco para ti e te fez assim arrastares-te mais uma infindade de metros, prolongando assim o teu sofrimento, no banco do tribunal; que enchias essa bilha (perdão, garrafa!), que ainda te dói, de belas das verdinhas... Era só facturar.

2 - Fizeste muito mal em não tirar uma foto das máquinas para postares no blog. E o facto de estares doentinho não é desculpa, ouviste?!...

3 - Fazes falta de saúde. O teu trabalho está a ser assegurado pelos outros super's, que assim se transformam em qualquer coisa parecida com ilusão de óptica, visto o pessoal estar sempre a dizer "Eu não estou cá, eu não estou cá...".

Enfim, mas recompôem-te lá, nem que te prendas por arames. As melhores dos que ficam sempre a mamar a bucha.

Abraices.

Nuno, Sandra, Rita :)

11:30 da tarde, julho 15, 2005  

Enviar um comentário

<< Home