http://www.makepovertyhistory.org

domingo, fevereiro 20, 2005

Ora grande porra

Estas coisas não têm obrigatoriamente de acontecer, mas optimista como sou fico sempre a pensar que se aconteceu foi para evitar ocorrências piores... Do género: - Fica a lição.

A verdade é que pela 1ª vez (oficialmente) dei um tralho de mota. Felizmente nada de grave, nem material nem pessoal (ok, tirando uma perna um bocado negra, uns arranhões e o guiador empenado). A sorte foi a saída de estrada ter-se feito numa curva sem os magnificos rails de protecção que causam mais estragos do que ajudam. E digo ainda bem porque se fosse uns metros à frente provavelmente a coisa teria sido piorzita! Valeu a escapatória de areia onde enterrei a Virago e não ter passado nenhum carro a 500 km/h como é habitual a estas horas...

Mas o meu desabafo teria maior significado se alguém com capacidade de resolução fosse meu leitor... é que cerca de 10 metros de areia à entrada de uma Auto-estrada não ajudam em nada a aderência ao solo de dois pneus... Haja respeito!

P.S.: Obrigado Johnny

2 Comments:

Blogger Blackwater Park said...

Então, rapaz?!?!

Granda susto, não? Ó Sr. Dr. Engº, não se desgrace!!!

Espero que esteja tudo bem contigo e que te recomponhas do susto, dos arranhões e das nódoas negras.

Quanto ao problema das estradas portuguesas, infelizmente isso ainda é um problema que está muito longe de ser resolvido. O pessoal só dá retoques de maquilhagem ao asfalto em tempo de campanha eleitoral (quando se lembram, ou quando a estrada fica com má fama, como a IP4 ou IP5).

Bem, continuação das melhoras.

Fika bem.
:)

10:58 da manhã, fevereiro 20, 2005  
Blogger Dragffys said...

Não é pa agradecer!
Espero que estejas bem e que a mota não tenha sofrido mto... (ontem não me pareceu, mas à luz do dia a coisa pode ter um aspecto diferente).
Rápidas recuperações!

1:42 da tarde, fevereiro 20, 2005  

Enviar um comentário

<< Home